PB: Pelo menos 120 escolas não têm bibliotecas em Campina Grande

Veículo: Jornal da Paraíba - PB
Compartilhe

Há quase três anos, uma lei federal foi implantada no Brasil determinando a criação de bibliotecas nas escolas públicas e privadas. A expectativa é de que em 2020 todas as unidades de ensino ofereçam o serviço. Apesar da importância do instrumento, 120 escolas estaduais das 141 da região de Campina Grande (PB) não possuem bibliotecas. De acordo com a gerente da 3ª Região de Ensino, Terezinha Figueiredo, a falta de espaço físico é um dos problemas que impedem o funcionamento do serviço. A lei diz que os sistemas de ensino deverão desenvolver esforços progressivos para que a universalização das bibliotecas escolares seja efetivada num prazo máximo de 10 anos, respeitando inclusive a profissão de bibliotecário. Também diz que será obrigatório um acervo de livros na biblioteca de, no mínimo, um título para cada aluno matriculado.

Temas deste texto: