PE: Crianças passam o dia no lixo na capital

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

Apesar do mau cheiro e da água escura, o canal do Arruda é local de diversão e trabalho para os meninos do bairro homônimo, na zona norte do Recife (PE). É dentro da água suja, no meio de latas, plásticos, restos de comida e animais mortos, que as crianças do bairro brincam e ajudam no orçamento de casa. O problema não é novo. A Prefeitura do Recife informou que a situação era "muito pior" até o ano passado. No início deste ano, o prefeito Geraldo Julio (PSB) apontou o bairro como prioridade de sua gestão, mas as crianças e suas famílias ainda vivem em barracos de madeira cercados de lixo e lama. Paulo Henrique, de nove anos, chocou a cidade no domingo (3). Uma foto dele, com lixo e água suja até o pescoço, estampou a capa do Jornal do Commercio. Segundo o secretário municipal de Infraestrutura, Nilton Mota, até janeiro de 2014, a Prefeitura deve entregar um galpão de reciclagem e são realizadas ações com os moradores da beira do canal.

Temas deste texto: