PE: Meningite ainda preocupa

Veículo: Diário de Pernambuco - PE
Compartilhe

Apesar de estável, o número de casos de meningite bacteriana no Ceará está longe do ideal. Até esta quinta-feira (24), dia de combate à doença, 12 casos foram confirmados no Hospital Corrêia Picanço, em Fortaleza. De janeiro a abril, a doença matou três pacientes. A meningite é uma inflamação de membranas que protegem o cérebro. Desde 2010, uma vacina é aplicada na rede pública. "As crianças que tomaram a primeira dose estão completando quatro anos", diz a coordenadora de doenças imunopreveníveis da Secretaria de Estado da Saúde, Ana Antunes. Quem tem fortes dores de cabeça, náusea e febre precisa fazer o exame. Pedro Arthur Diniz, 10, tem sequelas porque foi diagnosticado tardiamente. Ele não consegue respirar de forma autônoma e precisa de cadeira de rodas especial. Seu pai, Rodrigo Diniz, criou o Instituto Pedro Arthur de Combate à Meningite, que busca divulgar a prevenção.

Temas deste texto: