PE: Mutirão na Funase traça perfil dos internos

Veículo: Folha de Pernambuco - PE
Compartilhe

A Secretaria da Infância e Juventude de Pernambuco iniciou em janeiro o primeiro mutirão com foco na assistência sociojurídica na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). A ação conta com equipes formadas por advogados, assistentes sociais e psicólogos e já terminou nos três principais centros de Atendimento Socioeducativo (Cases) localizados no Cabo de Santo Agostinho, Abreu e Lima e em Jaboatão dos Guararapes. O balanço dos mutirões mostra o perfil dos socioeducandos. No Case do Cabo de Santo Agostinho, por exemplo, a faixa etária dos internos varia de 16 a 21 anos, sendo que quase 65% deles já possuem 18 anos ou mais. Já na unidade de Abreu e Lima os jovens possuem as idades entre 15 e 20 anos, tendo a maior incidência, cerca de 40%, com 16 anos.

Temas deste texto: