PE: Prêmio para escola que alcançar metas

Veículo: Jornal do Commercio - PE
Compartilhe

Eliane Ribeiro, 46 anos, leciona numa turma do 5º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Vidal de Negreiros, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife (PE). Não muito distante, no mesmo bairro, na Escola Santa Edwiges, ensina Simone Lindolfo, 43, em uma série igual à de Eliane. As duas professoras poderão receber, em dezembro, um acréscimo no salário caso os colégios onde trabalham atinjam metas estipulados pela gestão municipal, a partir do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação (MEC). Os critérios para pagamento do Bônus por Desempenho Educacional serão os mesmos para toda a rede. Mas a realidade estrutural das unidades de ensino é bem diferente. A Escola Vidal de Negreiros funciona em um prédio próprio, com 235 alunos em horário integral. Eles entram logo de manhã cedo e voltam para casa no final da tarde. Na Escola Santa Edwiges, os 800 alunos estudam em um prédio alugado e que está em reforma desde o início do ano letivo. Poeira e barulho se misturam a sacos de cimento e trabalhadores da obra.

Temas deste texto: