PE: Vigilância reforçada em escola

Veículo: Diário de Pernambuco - PE
Compartilhe

Dois vigilantes da Secretaria de Educação de Olinda (PE) iniciam, a partir desta quinta-freira (20), a árdua tarefa de impedir que o terreno da Escola Professora Isabel Burity, em Rio Doce, continue servindo de cracolândia. Cerca de 300 crianças estudam na unidade e estão proibidas de recrear no pátio desde que os dependentes passaram a usar um corredor localizado atrás de uma das salas de aula. Um dos vigias começa a trabalhar às 8h desta quinta e segue até as 20h, quando são encerradas as aulas da Educação para Jovens e Adultos (EJA). No resto da noite e na madrugada, a segurança será feita por guardas municipais que farão ronda no entorno. O esquema de plantão dos vigilantes segue igual no fim de semana, com 12 horas de serviço e 36 horas de folga. Segundo o diretor de gestão administrativa da Secretaria Municipal de Educação, Clarence Santos, na noite desta quarta-feira (19) guardas municipais fizeram a primeira ronda, mas não registraram ocorrência. Usuários têm sido vistos ao longo de todo o dia pulando o muro lateral para usar crack. Em muitas ocasiões há discussões que são ouvidas por alunos e vizinhos.

Temas deste texto: