Pediatria volta a atrair atenção de recém-formado em medicina

Veículo: Hoje em Dia - MG
Compartilhe

Após anos de declínio progressivo no número de profissionais e de uma dispersão considerável entre os especialistas da área, a pediatria volta a atrair a atenção dos médicos recém-formados. Em uma década, a procura pelo Título de Especialista em Pediatria (TEP) caiu 68%, passando de 148 inscritos em 2000 para 48 em 2010. Nos últimos três anos, porém, aumentou 54%, segundo dados da Sociedade Mineira de Pediatria (SMP). Em 2010, foram 48 e no ano passado, 74. Ana Luiza Diniz, de 29 anos, é um exemplo da retomada do ofício de cuidar das crianças. Antes mesmo de ter nas mãos o sonhado diploma de médica, em meio a duas opções, fez uma escolha "sábia", garante. Há pouco mais de um ano ostenta, com orgulho, a profissão que lhe garante o brilho nos olhos do dia a dia. "Fiquei na dúvida entre dermatologia e pediatria, mas o fato de gostar mesmo de trabalhar com criança falou mais alto. Minha alegria é ver o resultado do tratamento, a melhora dos meus pacientes e sentir que tive, de fato, uma participação naquilo. Estou bem satisfeita e sei que fiz a escolha certa", diz.

Temas deste texto: