PL que institui Dia de Combate ao Bullying aguarda votação do Senado

Veículo: A Crítica Online - MS
Compartilhe

No final do ano passado, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que institui o dia 7 de abril como o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola. A proposta, de autoria do deputado Artur Bruno (PT/CE), segue, agora, para o Senado. A data escolhida relembra um dos maiores atentados ocorridos em escola brasileira: o massacre do Realengo, no Rio de Janeiro (RJ). No dia 7 de abril de 2011, Wellington Menezes de Oliveira, com 23 anos, invadiu a escola municipal Tasso da Silveira armado e começou a disparar contra os alunos presentes, matando doze deles, com idade entre 12 e 15 anos. Segundo o autor do projeto, a data é importante para alertar as escolas sobre a importância de combater e de saber lidar com os casos de violência que surgirem. "A proposta exige das escolas, universidades e instituições específicas um novo olhar sobre a prática pedagógica que trate com prioridade das causas e das formas de combate do bullying e a violência na escola", disse.

Temas deste texto: