Rio é capital com maior redução no risco de jovens

Veículo: Extra Online - RJ
Compartilhe

O Rio de Janeiro (RJ) é a capital brasileira que mais reduziu a vulnerabilidade dos jovens à violência, segundo estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). A organização não governamental mede a vulnerabilidade de pessoas de 12 a 29 anos considerando aspectos como homicídio, mortalidade no trânsito, pobreza, desigualdade socioeconômica, frequência à escola e acesso ao trabalho. No índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência (IVJ-Violência), em 2007, o Rio era a quinta pior capital do ranking. Em 2010, o município passou a ser a quarta capital com menor risco. Considerando todas as 283 cidades avaliadas, o Rio melhorou 153 posições. Era a 40a pior entre 283, e hoje é a 193ª. Macaé (RJ) foi a cidade que mais reduziu sua vulnerabilidade. Em 2007, era a sétima pior e agora ocupa a 185ª colocação.

Extremos – Cinco das 10 piores cidades para os jovens brasileiros viverem estão na Bahia. A pior é Eunápolis, no sul do estado, vizinha a Cabrália e Porto Seguro, este o 4º pior município no ranking, apesar do intenso movimento turístico e das belas praias. No outro extremo, as melhores cidades brasileiras para os jovens estão no interior de São Paulo. Entre as 10 mais bem posicionadas, sete ficam no estado, como São Caetano, Valinhos, Birigui e Americana. A cidade mineira de Pouso Alegre tem as melhores condições de vida para jovens.

Temas deste texto: