RJ: Em dois anos, 159 leitos de maternidade fechados na Baixada Fluminense

Veículo: Extra Online - RJ
Compartilhe

No início de abril, as maternidades Mariana Bulhões e Posse, ambas em Nova Iguaçu (RJ), interromperam seus atendimentos. As unidades só reabriram, de forma precária, após decisão da Justiça, no dia 10 do mesmo mês. O quadro só agravou a situação das mães que, em dois anos, viram 159 leitos serem extintos em maternidades da Baixada Fluminense. Durante 30 dias o jornal Extra percorreu dez maternidades da região e constatou que das 13 cidades da Baixada, três estão sem maternidade: Mesquita, Seropédica e Japeri. Numa região onde há 1.037.903 mulheres em idade fértil, há apenas 597 leitos maternos. A crise começou em 2010, com o fechamento da maternidade da Associação de Caridade do Hospital Iguaçu que funcionava desde 1950, atendendo por filantropia e pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Temas deste texto: