RJ: Melhorias na educação, saúde e segurança

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

A cidade do Rio de Janeiro (RJ) teve avanços nas áreas de educação, saúde e segurança, mas ainda há problemas relacionados ao trabalho infantil e ao número de analfabetos com mais de 15 anos. Essa é a conclusão do movimento Rio Como Vamos (RCV), em seu relatório de 2012. Em sua avaliação anual sobre o desempenho dos governantes, o movimento considerou significativa a melhora no ensino fundamental, com redução de 40% dos casos de reprovação nas escolas do município entre 2009 a 2011; e de 18% da evasão escolar no mesmo período. Nas escolas municipais de ensino médio, ainda entre 2009 e 2011, houve queda de 9,80% nas reprovações (de 51 mil para 46 mil alunos). Já os casos de abandono escolar tiveram recuo de 31,5%.

Trabalho infantil – Entre os indicadores baseados no Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), destacam-se a identificação de 150 mil analfabetos acima de 15 anos e de quatro mil crianças, de 10 a 14 anos, em situação de trabalho na cidade. Para o RCV, ambos os dados acenderam o sinal de alerta para a necessidade de ações mais efetivas e urgentes dos órgãos públicos. Segundo a coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Luciane Beja, o projeto atende 2,6 mil crianças e adolescentes. As famílias cadastradas têm acesso a benefícios como transferência de renda, desde que cumpram certas condições. De acordo com Luciane, em 2012 cerca de 540 crianças e adolescentes "superaram a situação de exploração infantil".

Temas deste texto: