RJ: Mobilização garante equipamentos esportivos na área do Maracanã

Veículo: www.ebc.com.br - DF
Compartilhe

Palco de sete jogos e da final da Copa do Mundo, o Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), é o mais famoso do Brasil. A arena também foi uma das mais caras do Mundial, o valor final ultrapassou R$ 1 bilhão. Os gastos acima do previsto e a entrega do estádio à iniciativa privada estão entre as principais queixas dos movimentos sociais. No centro dos questionamentos está a desestruturação de dois importantes equipamentos esportivos: o parque Aquático Julio Delamare e o Estádio de Atletismo Célio de Barros. Após inúmeros protestos, inclusive das federações desportivas, o governo do estado desistiu da ideia de demolir os espaços. Nos dois locais, além de atletas profissionais, idosos e crianças também praticavam atividades físicas. Esta reportagem integra a série "Direitos das Crianças no país da Copa", que a Agência Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), vem publicando em seu site (www.ebc.com.br/timlopes2014) desde o último dia 6 e até o próximo dia 21. As reportagens são fruto de uma das pautas vencedoras do VII Concurso Tim Lopes de Jornalismo Investigativo, cujo resultado foi divulgado no final de 2013.

Temas deste texto: