RJ: No Dia da Família, escolas mostram como promover a diversidade

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

Que as famílias brasileiras estão mudando com rapidez é fato. E o fenômeno vem sendo incorporado pelas escolas, que comemoram a se mexer e entender a importância de incluir, sem diferenciação, as chamadas famílias não tradicionais, aquelas em que não são obrigatórias as figuras de pai e mãe como peças centrais. No Dia Internacional da Família, comemorado nesta quinta-feira (15), pelo menos três instituições cariocas são bons exemplos dessa realidade. Nelas, crianças adotadas, de pais separados ou filhas de casais homossexuais são tratadas num contexto de inclusão. Na Amora Centro Educacional, o fato de haver casais homossexuais com filhos na escola é visto como natural. Na instituição, a formação das novas famílias motivou uma mudança na comemoração de datas como Dia das Mães e Dia dos Pais. Por lá, foram abolidos esses eventos, e decidiu-se fazer duas grandes festas ao longo do ano para celebrar a família de modo geral.

Temas deste texto: