RJ: Prefeitura estuda dar bolsa-auxílio para garantir tratamento do crack

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

Parentes de adolescentes usuários de crack que aceitarem cuidar deles quando tiverem alta da internação compulsória poderão ganhar uma bolsa-auxílio da Prefeitura do Rio de Janeiro (RJ). De acordo com o vice-prefeito, Adilson Pires, o projeto prevê um benefício mensal entre R$ 350 e RS 900 para que os familiares tenham condições continuar o tratamento. Segundo ele, grande parte dos 123 adolescentes internados nos abrigos do município perdeu o vínculo familiar e, quando receberem alta, não terão para onde ir. A ideia da prefeitura é procurar parentes próximos que aceitem acolher esses jovens. Para ter direito ao benefício, será preciso estar em situação de pobreza extrema. “A verba seria para ajudar na compra de roupas, sapatos e medicamentos para o adolescente em recuperação da dependência química”, disse.

Temas deste texto: