RJ: Tráfico da Rocinha usa adolescentes com celulares para alertar sobre a aproximação de PMs

Veículo: Extra Online - RJ
Compartilhe

O tráfico na Rocinha, no Rio de Janeiro (RJ), trocou o foguete pelo torpedo. Adolescentes recrutados por traficantes da favela – onde há uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) desde setembro do ano passado – estão usando a tecnologia para alertar os criminosos sobre a chegada dos policiais. Nas esquinas dos becos da localidade, os adolescentes, que antes usavam rojões ou pipas para avisar sobre operações, agora mandam mensagens de texto e fazem ligações de celular. Segundo o major Edson Santos, comandante da UPP da Rocinha, desde janeiro foram pelo menos três apreensões de adolescentes flagrados com celulares. “Depois que perceberam que estávamos de olho, eles estão mandando mensagens mais simples, como oi”, conta o major.

Temas deste texto: