RR: Pais abandonam filhos em casa por causa de cachaça e drogas

Veículo: Folha de Boa Vista - RR
Compartilhe

Com três meses de implantação no bairro Santa Luzia, zona Oeste, em Boa Vista (RR), o Conselho Tutelar do Território III atende a 14 bairros da região, os mais populosos da capital, com cinco conselheiros. Segundo o presidente, Paulo Paciência, o local funciona 24 horas e, nesses 90 dias de atuação, os números se mostram alarmantes. Uma das situações que mais chamou a atenção foram as requisições de vagas escolares. No total, 263 encaminhamentos para escolas da rede pública de ensino foram solicitados pelo Conselho Tutelar, por motivos como distância da instituição da casa da criança ou adolescente, falta de transporte e superlotação de salas. Os conflitos familiares geraram mais de 145 atendimentos. Paciência explicou que hoje "os adolescentes não obedecem aos pais e muitas vezes saem de casa, evadem-se da escola e entram no mundo das drogas". Outro fator agravante é o abandono de incapaz e maus-tratos contra crianças com menos de 12 anos. Neste primeiro trimestre, 20 atendimentos foram registrados, mas acredita-se que o número seja ainda maior. Paciência destacou que, durante as ocorrências de abandono, verificou-se que geralmente os pais ou responsáveis pelas crianças saem para festas ou para consumir drogas ou álcool.

Temas deste texto: