SC: Trabalho infantil é tema de encontro em Florianópolis

Veículo: Diário Catarinense - SC
Compartilhe

Autoridades públicas de Santa Catarina se reúnem nesta quarta-feira (23) para discutir ações de combate à mão de obra infantil. Esse é o estado do Brasil com maior número de cidades com crianças entre 10 e 17 anos em trabalhos irregulares. O Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que, em 32 cidades catarinenses, crianças e adolescentes entre 10 e 17 anos trabalham de maneira irregular. O problema foi relatado pelo jornal Diário Catarinense em setembro do ano passado. Para mudar essa realidade, prefeitos, especialistas e secretários discutem nesta quarta, em Florianópolis, ações de combate à prática ilegal. Entre as cem cidades brasileiras onde o problema foi identificado destaca-se, em primeiro lugar, o município catarinense de Novo Horizonte, com cerca de três mil habitantes, no oeste do estado. O secretário estadual da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Jorge Teixeira, observa que o mais preocupante é que os dados vêm aumentando de acordo com os dois últimos Censos feitos pelo IBGE.

 

[Diário Catarinense (SC) – 23/04/2014]

Temas deste texto: