SP: Crianças vivem ‘sitiadas’ em hotéis da Cracolândia

Veículo: O Estado de S. Paulo - SP
Compartilhe

Dezenas de crianças estão vivendo sitiadas nos quartos dos hotéis alugados pela Prefeitura de São Paulo (SP) para abrigar dependentes químicos da Cracolândia. Elas passam o dia trancadas em seus quartos, isoladas pelo consumo de crack dos vizinhos. Passados sete meses do início do programa “Braços Abertos”, aposta da gestão Fernando Haddad (PT) para enfrentar o vício na região, os hotéis acumulam sujeira, ratos e corredores sem iluminação. O total de crianças ali varia entre 31, segundo a Prefeitura, e 45, conforme afirma o proprietário dos hotéis, Manoel Souza. "Quando não estão na creche, se está calor, eu fico com eles na praça (Largo Sagrado Coração)”, conta. “Se está frio, eles ficam aqui trancados, o dia todo", diz a dona de casa Janaina Conceição Xavier, de 34 anos. Com ela, vivem três filhos. Ela espera pelo quarto. Segundo os moradores, todas as crianças têm vagas em creches e escolas da região. O problema é a falta de condições de higiene nos hotéis onde elas estão vivendo.

Temas deste texto: