SP: Ministério Público vai investigar se há risco para os alunos na escola

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

O Ministério Público de São Paulo instaurou ontem (28) um inquérito civil para investigar a escola Comecinho de Vida, em São Paulo (SP), onde uma criança morreu afogada. A promotora Camila Mansour Magalhães da Silveira, da Promotoria de Justiça do Consumidor, vai apurar se os serviços oferecidos pelo colégio "põem em risco a segurança e a incolumidade física dos alunos, sobretudo das crianças menores, ao não fornecer as medidas adequadas de proteção".O acidente que matou o aluno ocorreu depois de uma atividade na água, quando as crianças contavam bolinhas na borda da piscina. A Promotoria informou que vai questionar a escola formalmente sobre o episódio e apurar "possível ausência das medidas de proteção e risco à segurança".

Temas deste texto: