SP: Professora poderá ganhar mais se adiar aposentadoria

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, propôs mudança na política salarial da rede de ensino que pode estimular professoras e professores a adiar as aposentadorias, em troca de aumento salarial. Em projeto encaminhado à Câmara Municipal, Haddad prevê aumento de 13% nos vencimentos dos mestres em final de carreira. O benefício, porém, será concedido apenas a quem tiver ao menos 28 anos de carreira. O período é superior ao tempo mínimo exigido para a aposentadoria das professoras – 25 anos de trabalho. O projeto precisa ser aprovado pelos vereadores. Sindicatos da categoria afirmam que a proposta é prejudicial às mulheres, porque, para ter o aumento, elas terão três anos a mais de trabalho do que o mínimo exigido para se aposentarem.

Temas deste texto: