Tarefas do lar tiram tempo de estudo de meninas

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

Quase 40% das meninas brasileiras discordam que são tão inteligentes quanto os meninos. E mais de 10% delas não se orgulha e nem se sente feliz por ser menina. Os dados são da ONG britânica Plan International, que entrevistou 1.948 meninas de seis a 14 anos nas cinco regiões do Brasil. O estudo mostra que as garotas se enxergam de modo diferente dos meninos – e que são tratadas de maneira desigual por suas famílias. Entre as entrevistadas, 76,8% disseram lavar a louça em casa, mas que só 12,5% de seus irmãos meninos fazem a mesma tarefa. Os dados mostram ainda um possível quadro "mascarado" de violência em casa. Apesar de a maioria das meninas dizerem que se sente "bem" em casa, cerca de 60% delas não quiseram responder se recebem castigos. A ideia da pesquisa é mobilizar a sociedade para o Dia Internacional das Meninas, comemorado nesta sexta-feira (11), e também subsidiar políticas públicas.

Temas deste texto: