Trabalho infantil cai 23%, segundo IBGE

Veículo: DCI OnLine - SP
Compartilhe

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2012 mostra que as desigualdades seguem tendência de queda no Brasil, segundo a presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Wasmália Bivar. No entanto, a pesquisa apresentou alguns resultados insatisfatórios como os do analfabetismo, que parou de cair; do trabalho infantil, cujo ritmo de queda diminuiu; e o índice de Gini de todas as fontes, que se manteve estável após oito anos de queda. Entretanto, a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, comemorou a queda de 23% no trabalho infantil, na faixa etária entre 10 e 13 anos, e disse que o País tem “bons números” para apresentar na 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil, entre os dias 8 e 10 de outubro, em Brasília. "Poderemos abrir a Conferência com números muito impressionantes. O trabalho infantil despencou em todo o Brasil", afirmou.

Temas deste texto: