Uma nova forma de ensino

Veículo: Diário Catarinense - SC
Compartilhe

Imagine uma escola em que as aulas são apresentadas em vídeo e na qual o papel do professor começa depois, no auxílio com as dúvidas dos alunos. É esse modelo, apontado como um possível futuro para o ensino, que o norte-americano Salman Khan deve defender hoje em Brasília (DF), durante encontro com a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Apesar de abordar temas inóspitos como equações diferenciais ou química orgânica, Khan é um dos maiores fenômenos de popularidade na internet. As aulas que postou na rede já foram assistidas 228 milhões de vezes. Nos vídeos, com duração média de 12 minutos, ele explica de forma didática conteúdos espinhosos das mais variadas disciplinas. Depois dos Estados Unidos, o Brasil é o país com maior número de acessos.

 

Temas deste texto: