UNICEF convida candidatos e eleitores a colocar a criança como prioridade no debate eleitoral

Compartilhe

Agência da ONU divulga documento com propostas em favor da infância e uma campanha on-line para engajar eleitores

A partir desta semana, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) convidará presidenciáveis, candidatos aos governos dos Estados e eleitores a colocar a infância no coração de suas agendas. O UNICEF apresentará aos candidatos e eleitores a Agenda pela Infância 2015-2018, um documento com sete desafios em áreas como educação, saúde e proteção e propostas concretas para superá-los.

Os sete desafios do UNICEF são: 1) Eliminar as mortes evitáveis de crianças menores de 1 ano de idade e reduzir a mortalidade infantil indígena; 2) Garantir que cada criança e cada adolescente de 4 a 17 anos tenham acesso a escolas públicas inclusivas e de qualidade, aprendendo na idade certa os conhecimentos correspondentes a cada ciclo de vida; 3) Reduzir as altas taxas de homicídio contra crianças e adolescentes; 4) Garantir o acesso à justiça para todas as crianças e adolescentes; 5) Assegurar que adolescentes e jovens participem da vida democrática do País; 6) Reduzir o número de cesáreas desnecessárias; e 7) Garantir a atenção humanizada e especializada para adolescentes e jovens nos serviços de saúde.

A Agenda será apresentada aos políticos por meio de encontros que deverão ser realizados nas próximas semanas entre o UNICEF e os candidatos. Ao mesmo tempo, a agência da ONU lançará uma ação nas redes sociais para engajar eleitores em favor dessas propostas pró-infância.

A ação #voteemmim está baseada em uma série de vídeos curtos que traduzem de forma lúdica o documento do UNICEF. Nos filmes, três crianças fazem o papel de candidatos e pedem para que os eleitores votem nas crianças. Por meio dessa ação, os internautas serão convidados a compartilhar os vídeos e o documento do UNICEF com seus candidatos perguntando a eles: "O que você vai fazer pela infância?" A ação foi criada pela agência Isobar e os vídeos realizados pela produtora Me Gusta.

Para o UNICEF, colocar as propostas da Agenda pela Infância no centro do debate eleitoral significa caminhar, cada vez mais, na direção do cumprimento da Convenção sobre os Direitos da Criança, traduzida na Constituição Brasileira e no Estatuto da Criança e do Adolescente.

"O Brasil já avançou muito na garantia dos direitos de suas crianças. Mas há temas que ainda precisam ganhar maior visibilidade na agenda política brasileira", diz Gary Stahl, representante do UNICEF no Brasil. "Isso ajudará o País a caminhar rumo à redução das desigualdades que afetam a sobrevivência e o desenvolvimento de milhões de crianças e adolescentes."

A Agenda pela Infância 2015-2018 e as peças da campanha podem ser baixadas diretamente no site www.voteemmim.org.br.

Sobre o UNICEF
O UNICEF promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Juntamente com os nossos parceiros, trabalhamos em 190 países e territórios para transformar esse nosso compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente os nossos esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

Mais informações
Assessoria de Comunicação do UNICEF no Brasil
Estela Caparelli
Telefones: (+55 61) 3035 1963 e 8166 1648

E-mail: [email protected]

Alexandre Amorim
Telefones: (+55 61) 3035 1947 e 8166 1636
E-mail: [email protected]

Pedro Ivo Alcantara
Telefone: (+55 61) 30351929
E-mail: [email protected]