48,5% das crianças sem saneamento adequado

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

Ainda faltam serviços básicos de saneamento para 21,9 milhões de crianças brasileiras com até 14 anos – 48,5% da população nessa idade. Segundo a Síntese de Indicadores Sociais 2012, divulgada ontem (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existe um déficit de pelo menos um dos requisitos essenciais de infraestrutura: abastecimento de água, esgoto adequado, coleta seletiva de lixo e iluminação elétrica. Baseado em dados do ano passado, o levantamento mostrou que, entre essas crianças, 4,8 milhões estavam seriamente submetidas a riscos de doenças, pois moravam em locais onde todos os itens eram inadequados. Entre as regiões, o Nordeste apresentou a pior situação, com 17,2% de exposição, e a Sudeste a melhor, 3,7%.

Temas deste texto: