Adoção legal

Veículo: O Globo - RJ
Compartilhe

Em artigo, Andréa Pachá, ex-conselheira do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) responsável pela criação do Cadastro Nacional de Adoção, diz que o caso das cinco crianças baianas cuja guarda foi concedida a quatro famílias paulistas remete a complexos conflitos envolvendo processos de adoção. De acordo com ela, o caso aponta, ainda, para a necessidade da utilização efetiva do Cadastro Nacional de Adoção. “Não se duvida do altruísmo de quem acolhe um bebê abandonado. Também não se presume que uma rede criminosa domina o mercado de adoção no País. As ilegalidades devem ser investigadas e os responsáveis punidos com rigor. Mas é fundamental que a sociedade compreenda que os controles previstos na lei devem ser cumpridos. A utilização do Cadastro diminui os riscos de situações como a que, lamentavelmente, virou notícia nacional”.

Temas deste texto: