BA: Secretaria de Saúde apura a cobrança de taxa no SUS

Veículo: A Região - BA
Compartilhe

A secretaria de Saúde de Ilhéus apura denúncia de cobrança indevida de taxa na Santa Casa de Misericórdia do município. De acordo com pacientes, o ginecologista Paulo Bittencourt cobraria R$ 50 para priorizar o atendimento a gestantes pelo sistema público de saúde. A cobrança foi confirmada por uma recepcionista do hospital. De acordo com secretária de Saúde de Ilhéus, Ledívia Espinheira, o caso será submetido à comissão de ética da instituição e alvo de auditoria para apurar responsabilidades. "Esse tipo de coisa é inadmissível e a população tem que vir a público, denunciar esses abusos à Secretaria". O médico, por sua vez, disse que não cobra a taxa, mas admite que a recebe. "Quando chego, a taxa está aqui", declarou.

Temas deste texto: