BA: Selo do Unicef estimula melhora de problemas no semiárido

Veículo: A Tarde - BA
Compartilhe

Seca, fome e altas taxas de analfabetismo. Esses são só alguns dos graves problemas que afetam o semiárido baiano. No entanto, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em 33 municípios da região, a mortalidade infantil caiu 18,02%. Os números são dos municípios certificados pela edição 2009-2012 do Selo Unicef Município Aprovado, que destaca as cidades que alcançaram os maiores avanços na garantia dos direitos da criança e do adolescente. Ao todo, 204 municípios do semiárido baiano participaram da iniciativa, que abrange 2.200 cidades em 19 estados brasileiros. Nos municípios baianos que se inscreveram no programa, mas que não obtiveram a certificação, a queda foi de 11,09%, número acentuadamente maior do que nas demais cidades, com redução constatada de 0,34%.

Temas deste texto: