CE: Escola sem aparelhos eletrônicos

Veículo: Diário do Nordeste - CE
Compartilhe

Por 23 votos a favor, oito contrários e duas abstenções, a Assembleia Legislativa de Ceará manteve, nesta quinta-feira (3), o veto total ao projeto de lei dos deputados Professor Teodoro (PSD) e Rachel Marques (PT) que alterava a legislação sobre a proibição do uso de equipamentos eletrônicos nos estabelecimentos de ensino do estado. A decisão provocou descontentamento de parlamentares da própria base aliada do governador Cid Gomes. A proposta dos deputados sugeria que a utilização desses equipamentos seria permitida com a autorização do professor presente na sala de aula. O projeto, no entanto, foi vetado sob a alegação da Procuradoria Geral do Estado de que a permissão de uso desses aparelhos pode prejudicar a atenção dos alunos. "O uso de tais aparelhos de comunicação e eletrônicos conectados à internet no ambiente escolar, certamente, compromete o desenvolvimento e a concentração dos alunos, não só do que está fazendo o uso do dispositivo, mas de todos que estão próximos, uma vez que se tratam de tecnologias que chamam a atenção e despertam a curiosidade geral", justificou o texto do veto.

Temas deste texto: