CE: Instrutores viram pais por meio de projeto social

Veículo: Diário do Nordeste - CE
Compartilhe

A história deles com o mar começa em um pedaço de tábua apanhado em alguma construção próxima para fazer o corpo ainda miúdo flutuar. Só depois de muito furarem ondas com madeirite, foram crescendo e aprendendo a construir as próprias pranchas. No meio do caminho, viram muitos amigos viciarem em drogas enquanto eles mesmos viciavam no mar. A dor da perda é a força para seguir adiante, hoje, com a responsabilidade que escolheram para si: tornar-se pais dos filhos dos outros para tentar mudar o destino das comunidades em que vivem. "A gente tenta resgatar o jovem que tá no mundo perdido", diz César Silva, com a voz baixa e o corpo levemente curvado para o chão. Sem perceber sua grandeza, o homem enrola-se no próprio corpo como quem se sente pequeno diante do tamanho da tarefa que escolheu seguir. A ele, cabe a missão de dar aos que pouco tem a possibilidade de sonhar por meio do surfe.

Temas deste texto: