CE: Ministério Público lança campanha nacional contra o trabalho infantil

Veículo: O Povo - CE
Compartilhe

Mais de 146 mil crianças e adolescentes no Ceará, na faixa dos 5 aos 17 anos, estão em situação de trabalho. O estado ocupa a 16ª posição no ranking nacional de trabalho infantil. Em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, o Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT/CE) lançou nesta segunda-feira (01º/06) a campanha nacional “Não ao Trabalho infantil e Sim à Educação de Qualidade”. O evento, realizado no auditório da Assembleia Legislativa, reuniu representantes de mais de 100 municípios do estado, que receberam material educativo (cartazes, panfletos, vídeos e outros para divulgação). A campanha coordenada mundialmente pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) terá grande repercussão no Brasil. Além de mobilizar a rede pública de ensino, no Ceará o projeto ganhou a parceria da Rede Cuca, com apresentação de vídeo-debates, exposições artísticas e oficinas. A TV O Povo também será parceira da campanha, divulgando, durante o mês de junho, os vídeos com os atores Wagner Moura e Priscila Camargo sensibilizando contra a exploração do trabalho infantil. Antônio Lima, procurador-chefe do MPT/CE, afirma que são desafios na erradicação do trabalho infantil no Estado a identificação das crianças em situação de trabalho, chamada “busca ativa”, a conscientização da sociedade e a responsabilização dos infratores. Ele cita que os tipos mais comuns de trabalho infantil são a agricultura familiar e as atividades no comércio e na indústria das zonas urbanas.

Temas deste texto: