CE: Projeto quer melhorar a situação de gestantes

Veículo: Diário do Nordeste - CE
Compartilhe

Tramita há mais de um mês na Assembleia Legislativa do Ceará um projeto de lei, de autoria da deputada Rachel Marques (PT), que institui o Programa de Orientação em Saúde e Atendimento Social às Gestantes, além de implantar medidas de informação sobre a Política Nacional de atenção obstétrica e neonatal no estado. A proposta, que objetiva evitar situações desnecessárias e constrangimentos por parte de gestantes cearenses, ainda tramitará em pelo menos quatro comissões do Legislativo para depois ser votada em plenário. Segundo Rachel, os casais brasileiros estão percebendo que muitos profissionais de saúde nem sempre têm respaldo científico que sustentam determinadas práticas obstétricas comuns, e que muitas dessas práticas são adotados somente por serem parte de uma tradição médico-hospitalar. De acordo com ela, nos últimos anos, muitos procedimentos artificiais foram introduzidos de modo a transformar o nascimento de evento fisiológico natural em um "complicado procedimento médico" no qual se usa muitos tipos de drogas de forma desnecessária, alguns, inclusive, prejudiciais ao recém-nascido ou à sua mãe.

Temas deste texto: