Celulares e tablets incentivam a leitura

Veículo: Bem Paraná Online - PR
Compartilhe

Pesquisas de diversas partes do mundo têm indicado o oposto do que os educadores mais conservadores temiam. Ao invés de afastar, a tecnologia tem aproximado crianças, jovens e até adultos da leitura. É, sim, uma nova forma de ler, mas é uma leitura. O estudo "Reading in the Mobile Era", divulgado na semana passada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), aponta que pessoas que não têm acesso fácil a livros estão lendo mais utilizando seus celulares. Foram cinco mil pessoas entrevistadas na Etiópia, Gana, Quênia, Nigéria, Paquistão e Índia. Segundo a pesquisa, 62% dos participantes leram mais com os celulares do que por meio de livros físicos. O estudo foi feito por meio de uma parceria da Unesco com a Worldreader, uma organização global sem fins lucrativos que investe no alcance de livros digitais para países em que a população não possui o hábito de leitura, e a Nokia, empresa de telefonia celular. Além do aumento considerável de pessoas que adquiriram o hábito de ler, o estudo também mostra que a leitura por meio de celulares é mais agradável e fácil.

Temas deste texto: