Com alto índice de evasão e reprovação, ensino médio é desafio para Ministério da Educação

Veículo: Diário do Noroeste Online - PR
Compartilhe

O ministro da Educação, Henrique Paim, reconheceu em audiência pública, nesta quarta-feira (9), em Brasília, que o ensino médio é o setor com mais problemas e um dos maiores desafios de sua pasta. Os elevados índices de reprovação e evasão aliados a problemas de qualidade preocupam o ministro. Para melhorar a situação, o governo aposta agora no Pacto Nacional pelo Ensino Médio, que envolve uma série de ações com as secretarias de educação dos estados para melhorar a formação dos professores e de coordenadores pedagógicos. Entre as metas, está o incremento de indicadores de proficiência em matemática, português e ciências. O ministro informou que todos os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal já aderiram ao programa. De acordo com Paim, o Ministério da Educação (MEC) investe R$ 2 bilhões por ano nesse programa, tanto em recursos para alimentação escolar como em recursos para a própria escola, "para que ela tenha condições de ficar mais tempo com o aluno". "Tínhamos, em 2010, 3% das matrículas em educação em tempo integral. Agora chegamos a 12%", informa.

Temas deste texto: