Coqueluche integra novo calendário de imunização

Veículo: Folha de Pernambuco - PE
Compartilhe

Mulheres grávidas vão passar a receber a vacina contra a coqueluche a partir do segundo semestre deste ano. A inclusão da DTPa (vacina tríplice acelular que protege contra difteria, tétano e coqueluche) ao calendário de imunização da gestante quer garantir que o bebê já nasça com alguma proteção contra a doença, evitando que a infecção ocorra antes dos seis meses de vida. O Ministério da Saúde negocia com dois produtores internacionais a aquisição das doses, com a possibilidade de transferência de tecnologia. Outra estratégia é alertar os profissionais de saúde para que o diagnóstico seja feito de maneira precoce e que o tratamento adequado com antibióticos seja prescrito. Países europeus e os Estados Unidos têm registrado aumento de casos da doença, sobretudo entre crianças com menos de seis meses.

Temas deste texto: