Cota em universidade para aluno da rede pública é válida, diz STF

Veículo: A notícia foi publicada nos principais jornais do País - BR
Compartilhe

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmaram ontem (9) a validade do sistema de cotas criado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) como política afirmativa de acesso à instituição.Por maioria de votos, os ministros rejeitaram um recurso de um estudante que foi reprovado no vestibular para o curso de administração da UFRGS. O vestibulando alegou que, apesar de ter obtido pontuação superior à de outros candidatos, não conseguiu uma vaga por causa da cota.Segundo ele, concorrentes com notas menores foram aceitos graças à ação afirmativa para egressos de escolas públicas.A política da UFRGS reserva 30% das vagas em todos os cursos a estudantes oriundos do sistema público, sendo que, deste porcentual, metade deve ser garantida a negros que também frequentaram escola pública.

Temas deste texto: