Cresce número de partos normais, mas cesarianas são maioria

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

Com novos programas de conscientização durante o pré-natal e criações de salas especializadas – erramentas inéditas na região –, o incentivo ao parto normal cresceu nos últimos dois anos. As cesarianas, no entanto, ainda são maioria. Nesse período, foi inaugurada em Ribeirão Preto (SP) mais uma maternidade que preconiza o parto normal e também uma sala de parto humanizado em um hospital particular. Além disso, a rede municipal implantou um programa de pré-natal na periferia da cidade que conscientiza as gestantes sobre a importância do parto normal. Em Araraquara, a Maternidade Gota de Leite foi reaberta em 2012. Segundo a direção do hospital, o nascimento sem intervenção cirúrgica é sempre incentivado. O efeito esperado do incentivo – o aumento de partos naturais – ainda é tímido, mas deve ser mais efetivo no longo prazo. No geral, a cesárea continua sendo o método mais utilizado. Em Ribeirão Preto, por exemplo, de todos os partos realizados na cidade em 2013, 60% deles foram cesarianas – 7.071 de um total de 11.641.

O número é menor na rede pública, onde já há um aumento de partos normais.

Temas deste texto: