Deu branco

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

No livro que o fotógrafo Gustavo Lacerda lança no próximo dia 31, a pele, os cabelos e os cílios dos retratados são quase invisíveis. No ensaio "Albinos", selecionado pela Coleção Pirelli/Masp em 2010 e vencedor dos principais prêmios de fotografia do País, o cenário das imagens e as roupas, em tons claros e delicados, funcionam como transparências. Durante cinco anos, o mineiro fotografou cerca de 50 adultos e crianças brasileiros com albinismo, distúrbio genético que causa falta de pigmentação na pele. "Por causa da fotofobia e dos cuidados com a pele, os albinos tendem a se preservar e a se esconder", diz Lacerda, 44. "Queria fotografar quem não é fotografado". Em diferentes regiões do Brasil, os personagens posaram com figurinos propostos pelo fotógrafo, que abandonou o viés documental do início do projeto. Ao perceber como os albinos reagiam à preparação para os retratos, ele diz ter encontrado a tensão necessária para construir sua estética.

Temas deste texto: