DF: 22% das mães não fazem pré-natal

Veículo: Jornal de Brasília - DF
Compartilhe

 

Mais de 12.600 mulheres brasilienses – que correspondem a 22,51% das gestantes até junho deste ano– não fizeram o exame pré-natal. Não existe no Distrito Federal campanha que alerte as grávidas sobre a importância do acompanhamento médico durante a gestação. Por lei, todas as mulheres têm o direito a esta assistência. Para isso, basta procurar a unidade básica de saúde mais próxima da residência e informar ao setor de marcação de consultas sobre o desejo em realizar o pré-natal. A pediatra Mirian Barreto diz que o pré-natal é essencial para a saúde da mulher e do bebê já que permite identificar patologias e tratá-las precocemente. “O pré-natal é de suma importância. Podemos identificar HIV, sífilis, hepatite, toxoplasmose, entre outras doenças que descobertas desde cedo podem ser tratadas”, afirma.

Temas deste texto: