DF: Alunos de escola técnica expõem invenções em feira de ciências

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

A pressão nas teclas do celular feita pelo rosto durante as ligações ganharam uma nova função além de irritar os usuários que apertam o teclado por acidente. Por meio da decodificação dos impulsos provocados pelos botões, elas agora podem controlar motores de qualquer parte do mundo. Basta uma chamada para mover um protótipo em qualquer direção, como num videogame. A ideia, que pode ser aplicada em dispositivos de segurança e instrumentos médicos, é uma das invenções apresentadas no último sábado (7) na 27ª Mostra de Tecnologia e Arte do Centro de Educação Profissional, Escola Técnica de Brasília (CEP/ETB), em Taguatinga (DF). A feira expôs cerca de 120 projetos desenvolvidos pelos alunos dos cursos de informática, eletrônica, eletrotécnica e telecomunicações da unidade pública de ensino, administrada pela Secretaria de Educação. Na internet, o patinete que se move com o autoequilíbrio do condutor custa de R$ 6 mil a R$ 10 mil, mas alunos da ETB conseguiram criar uma réplica muito mais barata. Com um motor de limpador de para-brisas, duas baterias de motocicletas, uma prancha de madeira, barras de ferro e peças de computadores usados, o utilitário sai por menos de R$ 500.

Temas deste texto: