DF: Pediatria de portas fechadas

Veículo: Jornal de Brasília - DF
Compartilhe

No mês da criança, as condições dos serviços de saúde pública oferecidos a crianças e adolescentes vão de mal a pior. No Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), no Distrito Federal, faltam pediatras até na emergência. E, na internação, pacientes foram removidos para outros hospitais, também por não haver médicos. O espaço foi fechado. A reportagem do Jornal de Brasília foi ao HRSM, na manhã desta terça-feira (15), para confirmar a informação. Encontrou a pediatria vazia e foi prontamente atendida pela assessoria de imprensa da instituição, que a princípio desmentiu a denúncia e declarou que os atendimentos na emergência transcorrem sem interferências. Já quanto às internações, a assessoria confirmou que, em alguns casos, os pacientes são transferidos para outras unidades hospitalares, de acordo com a gravidade da situação. Contudo, na prática, não era bem o que acontecia. Isso porque uma criança, que compareceu à instituição por volta do mesmo horário, teve o atendimento negado com a justificativa da falta de médicos.

Temas deste texto: