Estado dos EUA vive epidemia de bebês viciados

Veículo: Extra Online - RJ
Compartilhe

Com a atenção dos americanos voltada para overdoses e mortes por causa da heroína, o governador do Maine, nos Estados Unidos, Paul R. LePage, jogou luz sobre os casos de bebês de seu estado cujas mães eram dependentes de drogas. LePage disse que 927 "bebês viciados em drogas" nasceram no Maine em 2013, mais de 7% de todos os nascimentos. Em discurso no Legislativo, o governador chamou os nascimentos de "epidemia preocupante" que estava "rasgando o tecido social das nossas comunidades". "Cada bebê viciado em drogas cria um desafio para o nosso sistema de saúde, escolas e serviços sociais", disse. O custo médio para nascimentos nessas circunstâncias era de US$ 53 mil em 2009, o último ano para o qual há dados disponíveis. A severa advertência de LePage segue um discurso do governador de Vermont, Peter Shumlin, outro estado da região da Nova Inglaterra. Ele chamou considerável atenção da mídia para o problema da heroína no estado, ampliada com a morte do ator Philip Seymour Hoffman, no domingo (2), aparentemente por overdose de heroína.

Temas deste texto: