Estudo mapeia infecções mais frequentes em bebês prematuros

Veículo: O Povo - CE
Compartilhe

O Vírus Sincicial Respiratório (VSR) é a causa mais frequente de infecções respiratórias do trato inferior de bebês prematuros, nascidos com ou abaixo de 35 semanas de gestação. Ele é duas vezes mais comum que o rinovírus em episódios de infecções respiratórias graves. Foi o que concluiu o estudo Brevi, publicado na edição de outubro do periódico Pediatrics Infectious Disease Journal. O estudo acompanhou, por um ano, 303 bebês nascidos com ou abaixo de 35 semanas de gestação para mapear a incidência do VSR em infecções respiratórias graves em bebês que necessitaram de internação. Além dele, foram identificados cerca de oito outros vírus respiratórios associados com maior frequência às infecções respiratórias e a infecções graves e seu impacto na saúde do bebê prematuro. Entre os quatro vírus mais associados a quadros graves, o VSR foi o mais frequente. O rinovírus ficou em segundo. A infecção pelo VSR ocorreu em todos os meses dos anos de desenvolvimento do estudo (2008 a 2010), com maior pico nos meses de abril a julho.

Temas deste texto: