Fé no banco da escola

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

A crença cristã de que Deus criou o Universo e a humanidade a partir de Adão e Eva pode virar disciplina obrigatória em todas as escolas públicas e privadas brasileiras. Para sair da Bíblia e ganhar os livros didáticos, a ideia depende de aprovação do Congresso Nacional. Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei que pode mudar a grade curricular dos colégios e incluir o ensino do criacionismo. A proposta apresentada em novembro deste ano é do deputado federal Marco Feliciano (PSC/SP), pastor evangélico que já se envolveu em polêmicas como a tentativa de aprovação da "cura gay" enquanto presidia a Comissão de Direitos Humanos da Casa. Além de incluir o criacionismo na grade curricular, Feliciano quer tornar obrigatório o ensino religioso nas escolas públicas. Para isso, propõe a alteração do artigo 33 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Os dois projetos tramitam em conjunto na Comissão de Educação.

Temas deste texto: