Fraturas faciais em crianças

Veículo: Folha de Londrina - PR
Compartilhe

De cada 100 fraturas de face em crianças no País, 95 ocorrem na faixa etária entre seis anos e 13 anos de idade. A informação é do cirurgião buco-maxilo-facial Sylvio de Moraes, chefe do Serviço de Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial do Hospital de São Francisco da Penitência, do Rio. O dado faz parte de um levantamento sobre trauma facial em crianças brasileiras, apresentado e discutido por especialistas durante o Congresso Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, que segue até amanhã, na capital fluminense. Moraes informou que um percentual menor de traumas é registrado entre crianças até cinco anos de idade, porque, em geral, as crianças estão muito próximas dos pais. Isso não significa, entretanto, advertiu o médico, que as crianças acima dessa idade não sejam cuidadas com o mesmo zelo. "Mas estão na escola, na rua, e são mais passíveis de traumas, de maneira geral". Segundo relatou Moraes, 35% dos traumas de face decorrem de acidentes domésticos, que acontecem dentro de casa, como quedas de pequenas alturas.

Temas deste texto: