Jovens sem título de eleitor renunciam ao direito de votar

Veículo: A Crítica - AM
Compartilhe

Luiz Felipe Cruz, de 16 anos, ainda não tirou o título de eleitor. "Não quero (votar). Não gosto e nem acompanho a política. Só vou tirar o título porque meu pai quer que eu tire, mas não faço questão de votar", explica o adolescente. Luiz está entre os 76% dos adolescentes amazonenses, de 16 e 17 anos que têm direito de votar, mas que não são obrigados, que ainda não tiraram o documento, indispensável para quem quiser participar do processo de escolha dos representantes políticos. Dos 162 mil adolescentes que têm entre 16 e 17 anos no Amazonas, apenas 39 mil possuem o título de eleitor. Outros 123,3 mil não tiraram a cédula. O levantamento foi feito a partir do cruzamento de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/2012) com a estatística do eleitorado nessa faixa de idade disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) – www.tse.jus.br –, que tem informações atualizadas até março deste ano. A Pnad informa a quantidade de jovens na faixa etária do voto facultativo hoje, que tinham 14 e 15 anos em 2012, quando a pesquisa foi realizada.

Temas deste texto: