Justiça autoriza crianças superdotadas a trocarem de série nas escolas

Veículo: Folha de S. Paulo - SP
Compartilhe

Famílias da cidade de São Paulo têm recorrido à Justiça para tentar passar os filhos superdotados para turmas mais avançadas nas escolas. O jornal Folha de S. Paulo identificou quatro pedidos judiciais recentes desse tipo na cidade. Em três deles, os alunos vão começar 2012 já nas séries adiantadas. Mas a situação deles é provisória, pois as decisões são liminares e podem ser revertidas a qualquer momento. A legislação educacional oferece duas possibilidades para alunos com altas habilidades: aceleração de série ou manutenção na série, aliada a reforços extracurriculares. Os pedagogos que defendem a primeira opção dizem que o reforço é insuficiente, e o período regular de aulas se torna enfadonho. Os que defendem a segunda afirmam que o avanço de série pode trazer problemas de relacionamento para a criança.

Legislação –A presidente do Conselho Brasileiro para Superdotação, Cristina Delou, alerta que os pais devem buscar informações sobre os direitos garantidos na legislação educacional e acionar as instâncias cabíveis para que os talentos de seus filhos não sejam desperdiçados. “Uma sociedade que desperdiça seus talentos não consegue progredir humana, social e economicamente”, afirma.

Temas deste texto: