Livro didático indefinido em 8,5 mil escolas

Veículo: Zero Hora - RS
Compartilhe

Mais de 8,5 mil escolas públicas de Ensino Médio do País ainda não escolheram os livros didáticos que serão usados por seus alunos a partir do próximo ano, segundo balanço parcial do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O prazo para escolha dos livros termina nesta segunda-feira (1º). Professores, diretores e coordenadores pedagógicos devem fazer as opções pela internet, no sistema eletrônico do FNDE. Cerca de 10,8 mil colégios já fizeram a escolha. Em alguns estados, como Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o percentual das que já concluíram a escolha ultrapassa a marca de 70%. Outras unidades, no entanto, apresentam índices abaixo de 50%. No Amapá, 76% ainda não fizeram a escolha; e no Pará, 65%. Nesta edição do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), serão selecionadas obras destinadas a alunos e professores de todas as disciplinas. Devem ser escolhidas duas opções de cada componente curricular, de editoras diferentes. Caso não seja possível a aquisição dos livros da editora da primeira opção, o FNDE vai comprar obras da outra opção. A previsão é comprar cerca de 90 milhões de exemplares destinados a sete milhões de alunos.

Temas deste texto: