Má alimentação gera prejuízo de US$ 3,5 tri por ano, afirma a FAO

Veículo: Valor Econômico - BR
Compartilhe

Os custos sociais e econômicos da alimentação deficiente no mundo chegam a US$ 3,5 trilhões por ano, segundo o relatório da FAO "Estado da Agricultura e Alimentação 2013: Sistemas de Alimentação para uma Melhor Nutrição”. Publicado pela primeira vez em 1947, o relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura aborda um tema diferente a cada ano. Em 2013 o tema central foi como o sistema alimentar pode ajudar a melhorar a nutrição. Segundo o estudo, a desnutrição materna e infantil ainda impõe um fardo maior do que o excesso de peso e obesidade, embora o último continue aumentando nas regiões em desenvolvimento. O desafio, segundo o representante da FAO Brasil, Alan Bojanic, é continuar combate à fome e desnutrição ao mesmo tempo em que se deve prevenir ou reverter o surgimento de obesidade. O estudo será divulgado hoje em Roma.

Temas deste texto: