Mantega diz que parcela do PIB para a educação não chegará a 10%

Veículo: Correio Braziliense - DF
Compartilhe

Em reunião com parlamentares da Comissão Especial do Plano Nacional da Educação (PNE), o ministro da Fazenda Guido Mantega manteve a postura do governo federal de aumentar dos atuais 5% para 7,5% o investimento em educação do Produto Interno Bruto (PIB). Apesar da cobrança de um investimento de 10% feita por entidades ligadas ao tema, o relator da proposta na Câmara dos Deputados, o deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), disse acreditar que a quantia proposta fará uma revolução na educação. O encontro a portas fechadas, porém, foi criticado. “Mostra claramente a restrição do governo em debater o assunto. Se ele vai dizer que não tem como aumentar a quantidade do investimento do PIB, isso deveria ser dito publicamente”, defendeu o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara.

Temas deste texto: